MD codes, preenchimento facial, acido hialuronico

MD-Codes, fonte da juventude?

Na Coluna da plástica desse mês falei sobre o Md-Codes e seus benefícios. Confira aqui na integra.

Olá, leitores!

Quando falamos em ficar jovem, bonito(a) e com a face saudável, estamos sempre de olho em uma possível fonte da juventude. Cremes, lasers, estimuladores de colágeno, relaxadores musculares e preenchedores faciais estão entres os arsenais disponíveis.

Muitos se perguntam por que mesmo utilizando vários produtos a face nunca será como antes. Sabe-se, de longa data, que a pele modifica por perda de colágeno, ácido hialurônico e volume, mas recentemente foi adicionado outro fator que contribui para esse envelhecimento facial. Estudos recentes observaram que a estrutura óssea também altera com o tempo: a distância entre as têmporas diminui e fica convexa; a região orbital, que em jovens é redonda, fica quadrada; a região do ângulo da mandíbula, antes agudo, torna-se obtusa e, assim, a moldura da face vai perdendo sua forma original.

Hoje, o mais novo procedimento antienvelhecimento é o MD-Codes, método esse que está revolucionando o tratamento facial. Abreviação para Medical Codes (Códigos Médicos), o método desenvolvido pelo Cirurgião Plástico Maurício de Maio, que já divulgou sua inovação em mais de 40 países, tem como principal diferença usar o ácido hialurônico para reestruturar a face e não tratar o problema pontualmente, apenas.

Quando o paciente tem uma queixa do aumento do sulco entre o nariz e a boca, cirurgiões plásticos e dermatologistas costumavam tratar exclusivamente essa área, resolvendo o problema parcialmente, mas, como consequência, deixavam o rosto mais anteriorizado, arredondado (Sylvester Stallone é um bom exemplo desse resultado). Diferentemente, com o Md-Codes é feita uma análise de por qual razão o sulco estaria aumentado, que, normalmente, é por sobrecarga do terço superior da face. E é aí que devemos concentrar o tratamento!

 

 

Funciona como um check-list, em que é repassado, juntamente com o paciente, ponto a ponto de suas deficiências. Trata-se de uma forma resolutiva com foco em sustentação da musculatura e reposição de volume nos lugares certos. Essa é a nova tendência. Em meu aprimoramento com o criador do Md-Codes, percebi que a tendência é não deixar que os efeitos do tempo apareçam, repondo o que foi perdido. É indicada uma avaliação após os 28 anos para que as modificações, se presentes, sejam tratadas. Em muitos casos, pode-se, até mesmo, evitar procedimentos mais agressivos, como uma ritidoplastia (cirurgia de face) no futuro!

Portanto, leitores, repor o que está faltando na face é retornar a uma posição anterior do envelhecimento.

Será que finalmente encontramos a fonte da juventude?

Um abraço.

Maurício de Maio com Ricardo Souza Lima: MD-Codes em pauta

 

No comments so far.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Website Field Is Optional

//Custom Script